Morre tragicamente o conselheiro José Chacon de Assis

Com extremo pesar o Clube de Engenharia tem o doloroso dever de comunicar o falecimento nesta terça-feira, 3/07/2018, vítima de atropelamento em Brasília, do engenheiro eletricista José Chacon de Assis, que além de parceiro nos grandes debates nacionais, foi conselheiro do Clube de Engenharia em diversos mandatos.

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) decretaram luto oficial por três dias. Um culto, em Brasília, no plenário do Confea, das 17h às 18 horas, faz homenagem à rica trajetória de Chacon em prol da Engenharia e do Sistema Profissional. O velório será realizado na Câmara Municipal de Niterói (Av. Ernani do Amaral Peixoto, 625 – Centro, Niterói), das 11 hs às 15 hs. O sepultamento será às 16 hs no cemitério Parque da Colina (Estrada Francisco da Cruz Nunes, 987 – Pendotiba, Niterói).

Chacon assumiu o mandato de conselheiro federal em 1º de janeiro de 2018, com destaque para sua atuação pela Defesa da Eletrobrás, aprovada por unanimidade em plenário. Foi diretor e conselheiro do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ) e elegeu-se presidente do Crea-RJ em 1997, com mandato até 1999. Foi reeleito com segundo mandato até dezembro de 2002. Presidiu a Federação das Associações de Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro. Foi também diretor do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro de 1980 a 1988. Em seu atual mandato no Confea, era membro da Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), representante do Plenário no Conselho de Comunicação e Marketing (CCM) e coordenador da Comissão Temática de Estudos Socioambientais.

A questão ambiental, o futuro do planeta e de nossos recursos naturais, sempre tiveram lugar de destaque em sua história. A importância da preservação dos recursos hídricos originou o Movimento de Cidadania pelas Águas que conta atualmente com 100 Centros de Referência espalhados por todo o país. Ainda na presidência do CREA-RJ coordenou o Plano Básico de Sustentabilidade para o Município de São Sebastião do Alto, no Rio de Janeiro; a análise do EIA-Rima para a Usina Hidroelétrica de Itaocara, no Rio de Janeiro e criou o Prêmio Johanna Döberreiner, na área de Agronomia. É autor do livro “Brasil 21-Uma Nova Ética para o Desenvolvimento”, que aborda o tema do desenvolvimento sustentável, com ênfase na preservação do Meio Ambiente, da Biodiversidade e das Mudanças Climáticas.

 

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content