Solenidade de comemoração de 25 anos da Fluxo Consultoria, uma das primeiras empresas juniores da UFRJ, segundo lugar no ranking nacional de empresas juniores em faturamento.

A noite de 12 de julho foi de comemoração para empresas juniores da Universidade Federal do Rio de Janeiro e para o Clube de Engenharia, que abriu as portas de sua sede social para celebrar os 25 anos da Fluxo Consultoria. Uma das primeiras empresas juniores da UFRJ, a empresa retorna ao Clube de Engenharia dez anos depois das comemorações dos seus 15 anos para festejar o crescente sucesso. Presentes à solenidade (foto), da esquerda para a direita, Matheus Costa, Diretor Administrativo-Financeiro da Fluxo; Gregory Gomes, Diretor de Gente e Gestão da Fluxo; Cláudia Morgado, Diretora da Escola Politécnica; Walter Suemitsu, Decano do Centro de Tecnologia; Fabiana Fonseca, Vice Diretora da Escola de Química; Alexandre Caseira, ex-Presidente da RioJunior; e Marcelo Leobons, Diretor de Marketing da Fluxo.

A plateia que lotou o auditório do Clube era basicamente formada por empreendedores juniores, estudantes de engenharia e de outros cursos que já vivenciam a experiência de cargos executivos. Segundo Marcella Aguiar, presidente da Federação de Empresas Juniores do Rio de Janeiro – Rio Júnior, a Fluxo Consultoria é uma empresa importante por ser um dos mais antigos casos de sucesso entre empreendedores juniores. “A Fluxo é uma das empresas mais antigas da Rio Júnior, que ajudou a fundar”, conta Marcella. A entidade reúne 44 empresas que têm o objetivo de dar suporte aos novos empreendedores e  disseminar o movimento pelo Rio. “Estamos conversando com o Clube de Engenharia sobre uma possível parceria, uma ação em conjunto. Temos em nossos quadros muitas empresas juniores de engenharia. Além da UFRJ, na Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em todas as demais públicas e na grande maioria das privadas também”, explica.

O diretor Fernando Tourinho (esq.), a presidente da Fluxo, Ana Thais Castro (centro) e Marcella Aguiar, presidente da Federação de Empresas Juniores do Rio de Janeiro – Rio Júnior (dir.).

A presidente da Fluxo, Ana Thais Castro, destacou a responsabilidade que a empresa carrega como exemplo para as mais novas. “Presido uma empresa que tem uma história mais antiga que a minha e sou muito grata às pessoas que acreditaram e sonharam muito com isso em uma época em que o movimento de empresas juniores não era muito conhecido”. O movimento que nasceu na França e foi trazido para o Brasil há cerca de três décadas teve a Fluxo como uma de suas pioneiras: a empresa foi a segunda do estado do Rio de Janeiro e, hoje, está no segundo lugar do ranking nacional de empresas juniores em faturamento. “Sabemos que é uma responsabilidade enorme ser exemplo em um movimento que tem mais de 600 empresas juniores de todos os cursos”, conta.

 

Em noite de celebração, empresários e estudantes prestigiaram os 25 anos de uma das primeiras empresas juniores do Brasil.

A solenidade no auditório e a festa no salão do 24º andar foram trazidas ao Clube pelo diretor de Atividades Técnicas, Fernando Tourinho. Ex-aluno da UFRJ, Tourinho viu no evento mais uma oportunidade para aproximar os futuros engenheiros da casa da engenharia brasileira. “Colegas que estão em várias empresas no Brasil e fora dele viveram uma experiência ímpar na Fluxo. A empresa ofereceu a eles as condições necessárias para uma preparação muito mais rápida e  também para acesso ao mercado de trabalho”, relembrou. O diretor, que também representou a Associação dos Antigos Alunos da Politécnica (A3P) no evento, espera que a troca entre o Clube e a UFRJ se torne mais intensa por meio de seus alunos e jovens empreendedores e que os futuros engenheiros se aproximem cada vez mais, fazendo do Clube uma entidade plural e renovada.

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content