SBPC: políticas públicas para o Brasil que queremos

Foto: Pixabay

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) celebra 70 anos em 2018. Coerente com sua tradição, e pensando na transição política que haverá com as eleições de outubro, a entidade marca as comemorações de seu septuagésimo aniversário com ações contínuas e persistentes em defesa da democracia e de políticas públicas adequadas para o País.

Uma dessas ações é o projeto “Políticas públicas para o Brasil que queremos”. Ao longo do primeiro semestre de 2018, foram organizados seminários temáticos em cinco capitais do País e no Distrito Federal. Nesses encontros, se discutiram pontos considerados essenciais para as políticas públicas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação, educação básica, educação superior e pós-graduação, democratização da comunicação, direitos humanos e saúde pública. O Clube de Engenharia, na figura de Marcio Patusco, Diretor de Atividades Técnicas e subchefe da Divisão Técnica de Eletrônica e Tecnologia da Informação (DETI), participou da elaboração do documento referente às questões de democratização da comunicação.

O objetivo de cada encontro foi a elaboração desta publicação, um documento com diretrizes e propostas gerais de políticas públicas para um Brasil que desejamos que os candidatos ao Legislativo e ao Executivo das eleições de outubro de 2018 tomem conhecimento e se comprometam a construir ao longo dos próximos anos. Esses documentos ainda serão a base para manifestações da SBPC, junto aos candidatos.

Os seminários foram realizados em Recife (PE), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF), entre os meses de abril e junho. Cada seminário teve à frente um grupo de trabalho (GT) da SBPC, coordenando as ações, a organização dos encontros e incumbido de convidar palestrantes e debatedores especialistas em cada um dos temas.

Esses encontros foram uma maneira da SBPC e de outras entidades e instituições científicas contribuírem para a formulação de políticas públicas mais consistentes em áreas importantes para o País. E também para oferecer à comunidade científica e acadêmica, bem como à população em geral, a possibilidade de conhecerem melhor os posicionamentos de candidatos ao Executivo e ao Legislativo e de, eventualmente, votarem naqueles que tenham maior sensibilidade e que expressarem compromissos claros com as políticas públicas nestas áreas.

Clique aqui para ler o documento completo

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content