Livro de Roberto Amaral descortina o marketing político

“A propaganda é a política em movimento; toda propaganda (como toda publicidade), encerra uma mensagem, para além do objeto explícito” – Roberto Amaral.

Em um mundo cada vez mais conectado, onde a informação é um bem precioso e, ao mesmo tempo, uma arma letal, a propaganda ganha espaço de crescente destaque nas campanhas eleitorais. Para trazer a público as ferramentas e os mecanismos usados nos processo eleitorais, o jornalista e professor Roberto Amaral, ex-ministro da Ciência e Tecnologia lançou no dia 17 de agosto, no Clube de Engenharia, o livro editado pelo Armazém da Cultura “Eleições & Propaganda, como funciona em 16 lições e mais uma”.

Em evento marcado por reencontros e uma clara admiração pelo trabalho do autor, os presentes destacaram a importância de se entender esse aspecto da política, algo essencial hoje para o voto consciente. “O que justifica a democracia representativa é o processo eleitoral. É por intermédio dele que a sociedade, de posse da soberania popular, escolhe seus representantes. O povo tem que compreender o seu papel e como é manipulado. No livro, falo sobre como se utiliza as técnicas da propaganda política para manipular a vontade popular. É uma informação permanentemente negada ao povo que, se soubesse disso, certamente se revoltaria”, conta o professor.

Aguardando para abraçar o amigo, o ex-senador Roberto Saturnino Braga destacou que a propaganda política já é uma especialidade e que precisa ser conhecida: “Informar ao público sobre as armadilhas da propaganda para que ele se previna contra esse tipo de jogo, de “marketagem”, é muito importante. A propaganda política hoje é uma especialidade. Há uma ciência da “marketagem” e é preciso se precaver para não se deixar iludir”, destacou Saturnino, que apontou para um outro papel da obra. “Para os candidatos também é importante porque muitos se candidatam e entram na vida política sem saber o que é uma campanha. A desinformação é muito grande. O livro tem esse caráter duplo e, escrito por alguém como o doutor Roberto Amaral, é totalmente digno de confiança e ótima aceitação”, finalizou Saturnino.

Para o presidente do Clube de Engenharia, Pedro Celestino, o debate sobre o marketing nas eleições é importante por ser tema necessário para o avanço da democracia nacional. “Uma das questões essenciais da evolução da democracia, justamente por causa da evolução tecnológica dos meios de comunicação, é que haja um controle democrático dos meios de comunicação. É uma questão essencial para o aperfeiçoamento das nossas instituições”, destacou o presidente.

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content