Informe 27/08 – Em prol dos reservatórios no Brasil

Em prol dos reservatórios no Brasil

Há décadas, o País posterga investimentos importantes na área de recursos hídricos e construção de reservatórios, gerando o panorama atual de água superficial poluída, sistema elétrico dimensionado em condição crítica de fornecimento e carência de água em regiões urbanas importantes. Abriu mão da reservação de água na maior parte dos empreendimentos, optando por usinas denominadas de fio d’água, que geram energia através da água que chega a cada instante no empreendimento, sem regularizar o curso d’água, usando desníveis mínimos para a produção de energia. Apesar de viáveis economicamente, inunda-se, ainda, área considerável sem o armazenamento que equivaleria à reserva que manteria o sistema seguro. Essa falta causa a necessidade de complementação por energia térmica, com impactos econômicos, sociais e ambientais. Acreditamos que diversificar a matriz elétrica é fundamental e deve-se buscar soluções sustentáveis”.

O texto é da Carta de São Paulo, documento resultante dos debates realizados no XI Simpósio sobre Pequenas e Médias Centrais Elétricas, II Simpósio sobre Usinas Hidrelétricas Reversíveis e no II Encontro Técnico sobre Acidentes em Barragens. Para discutir essa e outras questões, acontece no dia 28 de agosto, em Brasília, o I Encontro em Prol dos Reservatórios no Brasil, no auditório Flávio Terra Barth, setor policial, área 5, quadra 3, bloco L, às 14h. Para mais informações, consulte o site do CBDB clicando aqui.

Promovido pelo Comitê Brasileiro de Barragens, o evento reunirá as diversas entidades de classe que defendem a importância da construção dos grandes reservatórios para manifestarem as motivações técnicas que respaldam o apoio ao movimento. Haverá, ainda, palestra sobre as formas de encaminhamento e implementação dos Reservatórios de Acumulação e debate com o posicionamento de agentes envolvidos.

Além do Clube de Engenharia – representado por Manuel Martins, chefe da divisão técnica de Geotecnia, apoiam a realização do debate, entre outras instituições, a Academia Nacional de Engenharia, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), e a Associação Brasileira de Empresas Geradoras de Energia (ABRAGE).

Serviço:
Data: 28 de agosto de 2017
Local: Auditório Flávio Terra Barth, setor policial, área 5, quadra 3, bloco L, Brasília.
Horário: De 14h às 17h

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content