O professor Heloi José Fernandes Moreira, presidente da Associação dos Antigos Alunos da Politécnica (A3P), é homenageado no Clube de Engenharia. Fotos: Fernando Alvim

No tradicional almoço de confraternização, em 30 de maio, o Clube de Engenharia prestou homenagem à Associação dos Antigos Alunos da Politécnica (A3P), na pessoa de seu presidente, professor Heloi José Fernandes Moreira, e aos aniversariantes dos meses de Abril e Maio. Destaques para a presença, entre os aniversariantes, do conselheiro vitalício Sergio Augusto de Moraes e da primeira apresentação pública do recém criado Coral do Clube de Engenharia que, em grande estilo, encerrou uma tarde marcada por emocionados encontros e celebrações.

Escola Mater

Após cumprimentar os aniversariantes, Pedro Celestino, presidente do Clube de Engenharia, destacou a parceria histórica da instituição com a A3P, registrando que “A associação é a nossa Escola Mater”. Foi na Escola Politécnica, antiga escola de Engenharia situada no Largo de São Francisco, ontem e hoje referência do ensino da Engenharia no Brasil, que se formaram por muitas décadas os professores das demais escolas. Vale registrar: a Escola Politécnica foi criada em 1874 e o Clube de Engenharia em 1880. “A associação de ex-alunos se empenha em preservar seu legado e seus valores, o que remete ao nosso Clube de Engenharia. Nós somos oriundos da Escola Politécnica, porque de lá saímos. Muito nos orgulha ter essa origem”, comemorou Pedro Celestino.

Reconhecendo o papel do Clube de Engenharia no cenário nacional como principal entidade defensora da engenharia brasileira, o professor Heloi Moreira enfatizou que a A3P não deve ser vista como um grupo de saudosistas e sim como uma instituição política. “Mais que uma escola, a A3P é um marco de história e resistência”, afirmou, para em seguida resgatar importantes passagens da trajetória da instituição. Uma viagem pelos tempos da Escola Politécnica, quando personagens associados ao Clube de Engenharia atuaram decisivamente na consolidação de significativas vitórias a partir da criação dos diretórios acadêmicos, em defesa da engenharia, dos direitos sociais dos cidadãos brasileiros e pela democracia. Foi também essa geração, de alunos e professores, que enfrentou a invasão das universidades e a repressão policial, relatou Heloi.

Presidente Pedro Celestino faz sua homenagem ao amigo e conselheiro Sérgio de Moraes, “que me ensinou a trilhar pelos caminhos da Soberania, da Democracia e da defesa da nossa Engenharia”, afirmou.

Referência histórica

O presidente da A3P, ex-presidente do Clube de Engenharia, citou nomes de personagens que contribuíram para a construção da Escola Politécnica, do Clube de Engenharia, e da A3P, destacando a presença no almoço de inúmeros representantes daqueles movimentos. Homenageou a todos na pessoa do engenheiro Sérgio de Moraes, também aniversariante do mês, que protagonizou importantes momentos na luta pela Engenharia, pela Democracia e pela Soberania Nacional, transformando-se, como afirmou Pedro Celestino em “uma referência para todos nós, marco histórico da resistência”.

No clima das homenagens, Sérgio de Moraes, em agradecimento, presenteou os demais aniversariantes e convidados com a canção “Gracias a La Vida”, de Violeta Parra, acompanhado da conselheira Margarida Lima, do conselheiro Alcides Lyra e do sócio Carlos Monte. A bela apresentação emocionou os presentes que lotaram o salão do 24º andar e serviu como o “abre alas” do novo coral do Clube de Engenharia.

Sérgio de Moraes surpreende e convida Margarida Lima, Alcides Lyra e Carlos Monte para presentearem os demais aniversariantes com a canção “Gracias a La Vida”, de Violeta Parra.

Vozes e sons em sintonia

O diretor de Atividades Culturais, Cesar Drucker, e o diretor de Atividades Técnicas, Fernando Tourinho, apresentaram o novo projeto para a promoção da cultura, lazer e integração entre os associados, cujos ensaios começaram em abril. Coube ao regente Marcos Cardoso apresentar o repertório: Lindo dia, de sua autoria, Suíte do Pescador (Dorival Caymmi) e Azul da cor do mar (Tim Maia).

Formado em Música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e pelo conservatório de música de Niterói, Cardoso é regente há aproximadamente três décadas, e atualmente rege os corais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RJ), da Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro (SEAERJ) e do Hospital Universitário Antonio Pedro (HUAP), em Niterói.

As inscrições para o Coral estão abertas de forma permanente. Os ensaios acontecem às quartas-feiras, das 13h às 14h, na sala de cinema do 19º andar. Os interessados devem comparecer ao ensaio para se inscrever.

O Coral do Clube de Engenharia, novo projeto para a promoção da cultura, lazer e integração entre os associados, nasceu em abril e já é sucesso.

Comemoraram aniversário no almoço os associados Augusto Canalini,  Adauto Bezerra de Araujo Filho, Arlington Oliveira Canella,  Bernardo Griner, Dercio Lopes Bento, Duaia Vargas da Silveira, Gabriel Aguilar, Flávio Juarez Tavora,  Fernando Lima, Guilherme P. Doval, Israel Blajberg, José Henrique de Oliveira Campos, José Eduardo Pessoa, Julio Cesar de Miranda, Marcio Possollo Goulart, Paulo Poggi, Ricardo Khichfy, Paulo M. Gomes,  Samuel Lima Malafaia, Sérgio Moraes e as funcionárias Chirle Franceschi,  Mariana Batista, Lenice Azevedo e Natali Paixão.

Os tradicionais almoços do Clube de Engenharia acontecem mensalmente sob a responsabilidade do diretor de Atividades Sociais, Bernardo Griner.

 

 

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content