Informe 30/08/2019 – Encontros e debates nacionais marcam o segundo dia de Eleições no Clube

O segundo dia das eleições para a renovação do terço do Conselho Diretor para o triênio 2019-2022 foi movimentado. Na quinta-feira (29/08), o coquetel dos associados remidos reuniu veteranos da engenharia brasileira em um congraçamento marcado pelo exercício democrático.

Às 15h30 o presidente Pedro Celestino abriu oficialmente o encontro saudando os presentes e destacando a importância das celebrações que acontecem durante as eleições do Clube. “A alegria do Clube em recebê-los é imensa. Esse é um momento de reencontro de colegas antigos, perdidos, à medida que buscamos rumos distintos e perdemos vínculos com aqueles que nos eram caros na juventude. Eu tenho tido, ao longo desses anos, a alegria de reencontrar muitos e muitas que não via há muito tempo, em ocasiões como essa. No ano que vem provavelmente teremos a introdução do voto pela internet para facilitar o exercício do direito de voto e aumentar a representatividade da nossa eleição. Mas o voto pela internet será um voto adicional. Não perderemos a oportunidade de nos encontrarmos. Faremos mudanças preservando o que já funciona bem. Essa tradição se mantém”.

Ao longo do dia passaram pelo salão expressivos representantes da Engenharia e do Brasil, como Saturnino Braga, ex-senador e ex-prefeito do Rio, e Guilherme Estrella, ex-diretor de Exploração e Produção da Petrobras. Entre os debates que permearam a festa e o voto estavam, além da preocupação com a crise na Engenharia, a certeza do papel do Clube na luta pela reversão do atual cenário. “Entre as associações do Rio de Janeiro, o Clube tem uma importância fundamental por ter participação consagrada nos eventos de interesse da cidade e da Nação. A importância desse momento é nacional pela relevância do Clube no cenário político do país”, declarou Saturnino.

Estrella destacou os desafios que o Conselho Diretor precisará enfrentar: “Creio que especialmente essa eleição irá consolidar e aprofundar uma ação do Clube de Engenharia nos trabalhos de oposição e de convencimento da opinião pública para nos acompanhar na oposição ao desmonte do Estado Brasileiro e, principalmente, da Engenharia Brasileira. A indústria está sendo desnacionalizada e isso impacta diretamente engenheiros e o desenvolvimento científico e tecnológico. A engenharia nacional precisa ser preservada em meio a esse desastre que estamos vivendo”, finalizou Estrella.

Não deixe de votar e escolher aqueles que ajudarão a conduzir o Clube nesses debates!!!

A Assembleia entrou em recesso às 20h e será reaberta hoje, 30/08, às 12h.

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content