Saltar para o conteúdo
artigo 18/03/2013

A busca do petróleo, o papel da Petrobras e o ensino da Geologia no Brasil

Artigo de Ricardo Latgé Milward de Azevedo¹ e Gerson José Salamoni Terra²

O desafio de encontrar e produzir petróleo no Brasil em meio ao cenário político do século XX e início do século XXI teve como clímax institucional a criação da Petrobras, em 1953. As demandas técnicas, então surgidas para operar este complexo, diversificado e estratégico setor industrial, criaram as condições políticas necessárias para a expansão e diversificação da formação de mão-de-obra especializada no País. Talvez um dos mais emblemáticos exemplos desse processo no Brasil seja o da Geologia, que só se consolidou como ciência formalmente estabelecida, com cursos universitários, em 1957, notadamente por conta das necessidades da Petrobras de dispor de profissionais brasileiros capazes de darem conta dos novos desafios que a exploração de petróleo exigia. Certamente seria uma heresia afirmar que não havia formação técnica especializada em Geociências, ou “geólogos” brasileiros até então. O curso de Engenharia de Minas da Escola de Minas, de Ouro Preto, o primeiro do País com disciplinas específicas, foi criado em 1876.

Memoráveis foram as contribuições de ilustres brasileiros oriundos deste egrégio centro acadêmico, ou autodidatas em Geologia. Todavia, o fato é que com a industrialização iniciada com Getúlio Vargas e impulsionada na década de 1950 com a criação da Petrobras, a formação de geólogos passou a ser uma questão de Estado. Como consequência, amplia-se o espaço para a participação destes profissionais nas decisões estratégicas do País. Afinal, não há empresa de petróleo sem reservas ou sem áreas a prospectar. E prospectar petróleo exige treinamento, experiência e criatividade, valores que “fazem parte do DNA” da Petrobras, sustentam seu sucesso empresarial, culminado com a recente descoberta de grandes volumes de petróleo no Pré-Sal. É também o elo permanente com os cursos de Geologia no Brasil, que há 50 anos formam os seus profissionais. A evolução histórica do treinamento em Geologia na Petrobras, contextualizada aos diferentes momentos políticos nacionais e o cenário do petróleo em nível mundial, oferece elementos para aprimorar diretrizes futuras na formação técnica da Companhia.

CLIQUE AQUI para ler o artigo completo.

 

1 - Diretor de Exploração e Produção da Petrobras. ricardolatge@petrobras.com.br

2 - Universidade Petrobras Escola de Ciências e Tecnologias de Exploração e Produção. gersonterra@petrobras.com.br