Saltar para o conteúdo
notícia 21/05/2018

Adeus ao vice-prefeito Fernando Mac Dowell

Entre familiares e amigos, o caixão de Fernando Mac Dowell foi coberto com a bandeira do Clube de Engenharia: referência à sua histórica atuação na instituição. Foto: Daiene dos Santos / G1
Entre familiares e amigos, o caixão de Fernando Mac Dowell foi coberto com a bandeira do Clube de Engenharia: referência à sua histórica atuação na instituição.
Foto: Daiene dos Santos / G1

O velório de Fernando Mac Dowell, vice-prefeito do Rio de Janeiro e sub-chefe da Divisão Técnica Especializada de Transporte e Logística (DTRL) do Clube de Engenharia reuniu nesta terça-feira (22/05) cerca de 200 pessoas, entre familiares e amigos. O caixão foi coberto com a bandeira do Clube de Engenharia, em referência à sua histórica atuação na instituição. Mac Dowell faleceu na noite de domingo (20/5), no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, onde estava internado desde o dia 13 de Maio.

Com a presença do governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito da cidade, Marcelo Crivella, o velório foi realizado durante a manhã no Palácio da Cidade, em Botafogo, e na saída do cortejo a caminho do Cemitério São João Batista, também em Botafogo, a banda da Guarda Municipal tocou a música preferida de Mac Dowell: “My Way”, imortalizada na voz de Frank Sinatra.

O prefeito da cidade, Marcelo Crivella, anunciou a mudança do nome da Autoestrada Lagoa-Barra para “Autoestrada Engenheiro Fernando Mac Dowell”. O decreto deverá ser publicado no Diário Oficial de 23/05.

Grande legado na Engenharia de Transportes
Fernando Luiz Cumplido Mac Dowell da Costa era Doutor em Engenharia de Transportes pela UFRJ; Docente Livre em Engenharia pela UFRJ obtido em Concurso Público; Professor Titular do IME (1982/2002); Pós-Graduado em Concreto Protendido e Mecânica do Solos. Foi Consultor do Metrô SP para Garantia da Qualidade da Operação das Linhas Leste-Oeste e Norte-Sul (1980/83); Presidente do DER-RJ (Departamento de Estradas de Rodagem) do Rio de Janeiro durante dois anos (1987/1988); Consultor da CBTU - Trem metropolitano de Porto Alegre; Diretor de Planejamento e Projetos da CIA do Metropolitano do Rio de Janeiro; Subsecretário das Obras do Estado do Rio de Janeiro em 1997, no Governo Marcello Alencar.

Desenvolveu estudos e trabalhos na área de Transporte para o Uruguai, Bolívia, Paraguai e Peru. Na China, foi consultor do Programa de Concessões Rodoviárias para implantação de Vias Expressas a pedido do Governo daquele país na Província de Guandong durante dois anos (1994/1995) já implantados e em operação.

Para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Concessionária PONTE SA elaborou o Estudo Probabilístico de Impacto da Restrição de Horário para os Caminhões; a criação da 4ª faixa por sentido nas imediações do vão central; os impactos Projeção do Tráfego Original da Ponte Rio/Niterói (2003); em 2008 a implantação das 4 faixas em toda sua extensão. Foi Subsecretário da Infraestrutura de Projetos Especiais, Ajunto do Gabinete Civil e da Vice-Governadoria do Estado do Rio de Janeiro ainda no Governo Marcello Alencar com a missão de conceber projetos de concessão à iniciativa privada, com destaque para a duplicação da RJ-124 Via Lagos de acesso à Região dos Lagos.