Saltar para o conteúdo
artigo 30/06/2017

Aglutinar forças para sair da crise

São compromissos do Clube de Engenharia, desde a sua fundação, a defesa da democracia, da engenharia e da soberania. São essas as pedras angulares de nossas atividades.

Neste contexto, e no cenário atual, manter a democracia é decisivo e central. Não menos importante é a preservação dos direitos e conquistas sociais das últimas sete décadas. E, mais do que nunca, é essencial sustar o desmonte do Estado e a alienação em curso da nossa soberania, da qual são símbolos a Petrobras e o BNDES, sem o que deixará de ter sentido falar de Brasil.

Nas circunstâncias que vivemos hoje, com uma grave crise instalada no âmago do poder é, em
primeiro lugar, imperioso articular interesses que possibilitem barrar no Congresso as reformas
trabalhista e da previdência, de forma que sejam discutidas democraticamente.

Urge, ainda, enfrentar o debate da reforma política, para aprovar mudanças que possibilitem mais
legitimidade na aferição da vontade popular. Muitas são as questões da reforma política, tais como
financiamento público de campanhas, cláusula de barreira, restrição aos marqueteiros e sistema
eleitoral, que precedem qualquer tipo de eleição. Por essa razão seu debate não pode ser postergado.

Finalmente, nos cabe reunir forças para impedir a continuidade do desmonte do Estado.

São questões que, do ponto de vista político, devem orientar nossas atividades, sem prejuízo das demais lutas históricas que continuamos a travar. O essencial agora é desinterditar o debate. Temos de construir uma nova maioria, uma nova hegemonia. São propostas dessa natureza que possibilitam ampliar nossa área de influência. 

Resistir é preciso, assim como avançar, com responsabilidade, coragem e a consciência de que é muito mais difícil, mas muito mais importante, falar para os que não são iguais a nós, do que falar para os que pensam como nós.

Só assim, com milhões, consolidaremos a Nação que vislumbramos, com desenvolvimento democrático, soberano, sustentável e socialmente inclusivo.

A Diretoria.