Saltar para o conteúdo
notícia 21/04/2017

Francis Bogossian é o presidente da Academia Nacional de Engenharia

"O plano de ampliar o espaço de abrangência da ANE na perspectiva de consolidar seu papel como importante referência técnica se mantém”.
"O plano de ampliar o espaço de abrangência da ANE na perspectiva de consolidar seu papel como importante referência técnica se mantém”.

Com histórica participação na construção da Academia Nacional de Engenharia (ANE), o ex-presidente do Clube de Engenharia, Francis Bogossian, venceu nesta quinta-feira, 20 de abril, a eleição para a presidência da instituição.

Membro da ANE há 24 anos, há seis na vice-presidência, com Paulo Augusto Vivacqua na presidência, Francis assume com o compromisso de dar continuidade ao trabalho que vêm realizando juntos durante os mandatos à frente da Academia. “O plano de ampliar o espaço de abrangência da ANE na perspectiva de consolidar seu papel como importante referência técnica junto aos governos municipais, estaduais e no âmbito federal se mantém”, destaca.

Com 200 membros, especialistas de todas as áreas da engenharia, acadêmicos e empresários, a ANE foi criada há 26 anos, com sede no Rio de Janeiro, e tem hoje membros em praticamente todos os estados. O crescimento qualitativo e a representação nacional são alicerces importantes para os próximos passos.

“Nosso objetivo é, a partir do que já foi construído, levar a Academia a ter uma participação efetiva nas questões nacionais, para que venha a ser consultada e que se faça ouvir em todas as instâncias”. Entre as propostas, Francis destaca, ainda, os investimentos em uma maior interação com outras academias e maior interlocução com todas as instituições similares.

Integram a chapa vitoriosa, além de Bogossian na presidência, Flávio Miguez de Mello (vice-presidente); Edival Ponciano de Carvalho, Alberto Sayão, Mário Luiz Menel, Sandra Schelling e Luiz Flávio Autran (diretores).