Saltar para o conteúdo
notícia 18/06/2015

No CBDMA, no Clube de Engenharia, questões vitais para o Brasil: água e saneamento

A escassez de água no sudeste será um dos temas centrais do congresso.
A escassez de água no sudeste será um dos temas centrais do congresso.

Em sete dias o Clube de Engenharia realizará a décima primeira edição do Congresso Brasileiro de Defesa do Meio Ambiente. Entre os dias 24 e 26 de junho, autoridades públicas, empresários, técnicos e acadêmicos irão debater temas dos mais atuais e relevantes para a vida: a água e o saneamento. Com as inscrições abertas até a segunda-feira, dia 22 de junho, às 12 horas (clique aqui para se inscrever), o XI CBDMA se somará às edições anteriores do evento como mais uma realização do Clube de Engenharia para, junto da sociedade civil e autoridades, discutir a saúde do planeta e as intervenções do homem.

 
A primeira edição do Congresso aconteceu em 1984, antes do tema “meio ambiente” estar em evidência no Brasil e no mundo. Naquele ano, a edição inaugural abordou a queda da qualidade de vida e os desequilíbrios desastrosos que resultavam na escalada da poluição. Era um primeiro e pioneiro sinal de alerta. A segunda edição, em 1987, já contava com relevância suficiente para ter como palestrante o deputado Ulisses Guimarães, então presidente da Assembleia Nacional Constituinte. Um ano depois, nascia a primeira legislação nacional voltada para o meio ambiente no país, tema do terceiro congresso.


A última edição do CBDMA, realizada em 2011, trouxe tema que, por não ter sido focado também por governos e autarquias públicas, levou Rio de Janeiro e São Paulo a enfrentarem a ameaça ao abastecimento dos maiores centros urbanos do país. “Cidades: Qualidade de Vida e Justiça Social” foi o foco da décima edição, que alertou para o crescimento das cidades sem o cuidado necessário para sua sustentabilidade. Nomes como Sérgio Besserman e Ricardo Rezende apontaram a necessidade imediata de se atentar para a questão e a urgência de ações efetivas. Em 2015, as fontes hídricas que abastecem São Paulo secaram e o Rio está ameaçado. O congresso que tem início na próxima quarta-feira, dia 24, aprofundará o debate, em busca de avanços concretos nessas e em outras questões que degradam o meio ambiente e ameaçam a vida dos povos.


Não deixe de se inscrever! O prazo termina na próxima segunda-feira, 22 de junho, às 12h. Para mais informações sobre o congresso, programação e trabalhos, clique aqui.
Para se inscrever, clique aqui.