Saltar para o conteúdo
artigo 13/09/2016

Um roteiro para as ações das entidades da Engenharia

O maior evento anual do sistema CONFEA/ CREAs, a Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (SOEA), realizou-se entre 26 e 30 de agosto último, em Foz do Iguaçu, Paraná. Com a ativa participação dos ex-presidentes Raymundo de Oliveira e Francis Bogossian a Plenária, com a presença de cerca de 3000 profissionais, aprovou as seguintes moções:

Em defesa de nossas empresas de engenharia: ...“Erros e desvios de conduta, terminantemente comprovados, devem ser firmemente combatidos, mas as empresas e empregos devem ser conservados. O Brasil construiu, nas últimas décadas, grandes empresas de engenharia que projetam e executam obras expressivas, não só aqui como em diversos outros países. Estamos vendo o processo de desmoralização de expressivas empresas nacionais com a paralisação de obras e o consequente desemprego de milhões de trabalhadores. (...) Punição para os infratores e preservação das empresas e empregos”.

Um projeto de Nação para o Brasil: ... “O engenheiro é o profissional do projeto. Qualquer obra é feita no papel antes de ser executada fisicamente. Porém, nosso Brasil está caminhando sem projeto e sem rumo. Isso não é crítica ao atual governo ou aos seus anteriores. É uma constante nas últimas décadas. Nosso Congresso decide formalizar ao governo que os engenheiros brasileiros estão firmemente empenhados em definir um projeto de nação para o Brasil, no qual deverá ficar claramente definido o que pretendemos fazer por nossa Amazônia; como queremos ver explorado o nosso petróleo e em especial o Pré-Sal; que tecnologias deverão ser prioridades para seu domínio interno; como vemos o papel do Brasil como player no mercado de urânio enriquecido, agora que estamos dominando o enriquecimento de urânio; o apoio à Embrapa no combate à fome no Brasil e no mundo; como o Brasil pretende atuar junto aos BRICS, ao Mercosul e aos países em desenvolvimento na construção de um mundo mais justo, pacífico e fraterno”.

Defesa do Pré-Sal: “A Petrobras deve ser mantida como operadora única, e o Pré-Sal utilizado como instrumento de retomada do desenvolvimento nacional. Utilizando tecnologia própria, os profissionais da Petrobras localizaram o Pré-Sal, que representa a maior descoberta mundial de reserva de petróleo das últimas décadas. (...) A permanência da Petrobras como operadora única, com a posse de no mínimo 30% das reservas, é a garantia de que essa riqueza será utilizada para nosso desenvolvimento, sendo mantido e fortalecido o domínio tecnológico. Nossa engenharia está preparada para as necessidades atuais e estará preparada para as necessidades futuras”.

São moções que servem de roteiro para as atividades das entidades da Engenharia. Contam com o nosso endosso.

A Diretoria