Homenagem a Silvio Tendler por luta contra o arbítrio e pelos Direitos Humanos

O cineasta Silvio Tendler, entre doze homenageados, receberá hoje, 1º de Abril  de 2013, a  Medalha Chico Mendes de Resistência. A solenidade de entrega da 25 ª edição da premiação, criada em 1989 pelo Grupo Tortura Nuca Mais (GTNM), acontecerá, às 18h, na Associação Brasileira de Imprensa - ABI, Rua Araújo Porto Alegre, 71 – 9º andar, Centro do Rio. 

“Tenho muita honra e orgulho de ter sido agraciado com a Medalha Chico Mendes, a quem conheci pessoalmente, poucas semanas antes de ser assassinado. Esse é um prêmio que recebo com carinho e orgulho porque emana da sociedade civil. Emana dos que lutaram, lutam e seguirão lutando contra o arbítrio e pelos Direitos Humanos. Seguirei sempre junto a eles nesse combate”, afirma Tendler emocionado.

A medalha, segundo os organizadores, é uma homenagem a todas as pessoas e entidades que participaram efetivamente nas lutas de resistência no Brasil e na América Latina. A data de realização foi escolhida justamente no dia do golpe de 1964 como uma marca para os brasileiros. 

Escolhidos pelo GTNM/RJ em conjunto com a ABI, o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos – CEBRASPO, Centro de Defesa de Direitos Humanos de Petrópolis – CDDH, Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ, Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia/RJ, Comitê Chico Mendes, Instituto de Defensores de Direitos Humanos – IDDH, Justiça Global, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra – MST, Partido Comunista Brasileiro-PCB, Rede de Movimentos e Comunidades Contra a Violência, os homenageados deste ano serão:

- Silvio Tendler. Cineasta;

- Patrícia De Oliveira da Silva. Defensora dos Direitos Humanos; 

- Octávio Brandão. Intelectual e dirigente do PCB; 

- Mães de maio. Movimento pelos Direitos Humanos / São Paulo; 

- CPT do ACRE. Comissão Pastoral da Terra;

- Carlos Alexandre Azevedo. Torturado enquanto criança pela ditadura. Suicidou-se aos 38 anos;

- Cícero Guedes dos Santos. Líder do MST assassinado;

- Daniel Ribeiro Callado. Desaparecido político na Guerrilha do Araguaia;

- Divino Ferreira da Sousa. Desaparecido político na Guerrilha do Araguaia;

- Luis Eduardo da Rocha Merlino. Militante morto pela ditadura;

- Regina dos Santos Pinho. Líder do MST assassinada; 

- Macarena Gelman. Sequestrada enquanto criança pela Operação Condor.

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content