Perda de energia com usinas sem grandes reservatórios não define uso de térmicas, diz EPE

02/07/2013 - Agência Brasil (EBC)

Rio de Janeiro - O superintendente de Planejamento de Geração da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia, Oduvaldo Silva, disse hoje (2) que a perda de energia com a construção de hidrelétricas sem grandes reservatórios "é uma questão procedente", mas não é determinante para o uso das usinas térmicas.

Mais cedo, integrantes do Clube de Engenharia e do Comitê Brasileiro de Barragens criticaram, durante seminário sobre os reservatórios, a construção de hidrelétricas sem grandes reservatórios, chamadas de usinas a fio d'água, alegando perda de energia, pois as usinas ficam expostas às variações do fluxo dos rios, o que tende a aumentar o uso de térmicas em períodos de escassez.

Leia a matéria completa no site da EBC.

 

Clube de Engenharia e Comitê de Barragens defendem hidrelétricas com grandes reservatórios

02/07/2013 - Agência Brasil (EBC)

Rio de Janeiro - O Clube de Engenharia e o Comitê Brasileiro de Barragens criticaram hoje (2) a construção de usinas hidrelétricas sem reservatórios. Para o diretor do clube, Luiz Carneiro, "construir hidrelétricas a fio d'água é uma perda de energia muito grande, um gasto enorme para gerar menos energia". As usinas a fio d'água, como a de Belo Monte, são as que não possuem grandes reservatórios e por isso dependem das variações do fluxo dos rios.

Leia a matéria completa no site da EBC.

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content