Falta desenvolvimento e estímulo à indústria nacional

Por Francis Bogossian

14 de agosto de 2013 | Revista O Empreiteiro

Não há desenvolvimento sem engenharia. O Brasil, se quiser se desenvolver, precisa investir maciçamente em educação, principalmente no ensino básico e na reforma curricular dos cursos de graduação de Engenharia.

A qualidade da engenharia brasileira é reconhecida internacionalmente por seu alto padrão técnico, principalmente nas áreas de construção civil e engenharia do petróleo. A construção de metrôs, hidrelétricas, pontes e a prospecção, exploração e produção de óleo e gás offshore são alguns exemplos da competitividade da nossa engenharia. A qualidade dos profissionais que atuam nestas áreas é indiscutível. O que ainda persiste é a deficiência de equipamentos, devido à falta de um plano de desenvolvimento para o país que privilegie e estimule a indústria nacional. A indústria de máquinas e equipamentos permanece muito aquém das necessidades do país, o que leva à importação de maquinário.

Clique aqui para ler o artigo do presidente do Clube de Engenharia, Francis Bogossian.

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content