Informe do Clube de Engenharia - 06 de março de 2015

Clube de Engenharia teme por momento da indústria brasileira e defende conteúdo local

 Petronotícias | 04 de março de 2015

Entrevista com o Presidente do Clube de Engenharia, Francis Bogossian
Por Matheus Meyohas

 

No momento de crise pelo qual passa o país, a solução é abraçar a produção local e defender a engenharia brasileira. É o que sustenta o presidente do Clube de Engenharia, Francis Bogossian (foto). Mais do que isso, ele acredita que, a partir do momento em que a Petrobrás interrompe seu programa de investimentos por causa do andamento das investigações da Operação Lava-Jato, ela passa a prejudicar as empresas de engenharia brasileiras e toda a economia do País, com consequências diretas para os trabalhadores. Francis argumenta que o fim da participação das empresas brasileiras nos empreendimentos da Petrobrás não só tira o emprego da mão de obra técnica, como prejudica os outros setores da indústria, e pode fazer o Brasil voltar à situação dramática por que chegou a passar no passado, na chamada “década perdida”, quando quase não havia obras nacionais de infraestrutura e a carreira de engenharia passou por uma grande desvalorização.

Como o momento de instabilidade deve ser encarado pela Petrobrás?

Eu acho que a Petrobrás não pode prejudicar o seu programa em função dessa movimentação contra ela. Ela não pode se deixar afetar. Se houve irregularidade, os responsáveis devem ser punidos, mas não pode se punir a empresa, o que acaba prejudicando a nação brasileira e os empregados, não só da Petrobrás, mas das empresas de engenharia brasileiras que prestam serviços para o setor. As suspensões de contratação estão punindo indiretamente os empregados por erros dos empresários e diretores de empresas. As companhias estão demitindo mão de obra técnica, especializada ou não, e essas pessoas estão perdendo o emprego. Não estou defendendo culpados, mas a Petrobrás não pode ser prejudicada. Isso acaba punindo o povo brasileiro, de nível superior e médio. Ela é a maior fonte de emprego para a mão de obra dita especializada. Essa ideia que está sendo vendida, de fechar as empresas brasileiras, é inaceitável.

Esse embargo às empresas brasileiras citadas nas investigações deve gerar um aumento da participação de empresas estrangeiras nas obras nacionais?

As empresas de fora também estão envolvidas em problemas ilegais. É só uma questão de se informar. Desonestidade existe em todas as áreas. Se descobriram um erro, vamos tratar de provar, para que, assim que provados, sejam punidos, contratante ou contratados, Petrobrás ou outras empresas. Agora, fechar a porta da Petrobrás para elas? Tem grandes empresas, que originalmente eram de engenharia, que hoje são de oito serviços, mas que estão pensando em fechar o serviço de engenharia. Vamos acabar desempregando mais gente.

Clique aqui para ler a entrevista na íntegra. 


8 de março: a história de Clara Steinberg
 é uma homeangem às mulheres do mundo

 

No Dia Internacional da Mulher vale a pena resgatar a história de pioneirismo da engenheira e empresária Clara Steinberg a partir do texto com o título “Quem é Clara Perelberg Steinberg na Rocinha?"publicado no portal oficial da Rocinha, assinado por Cida Belford, com colaboração de Andréa Mury, que divulgamos parcialmente a seguir:  

“Confessamos que até a nossa editoria desconhecia essa pessoa, mas, para isso existe o Portal, da Rocinha para informar do que temos de melhor. Clara foi premiada com o Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz, em 2009, por bons serviços prestados à Rocinha. Clara Perelberg Steinberg é engenheira civil formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde também se especializou em engenharia industrial e econômica. Foi responsável pela construção de um centro comunitário na Rocinha, no Rio, de um centro cultural no Colégio Pedro II e pela recuperação da Oficina de Artes Maria Tereza Vieira, também no Rio, que oferece a crianças, jovens e adultos cursos de artes visuais, arte educação, música e cultura.

Clique aqui para ler o texto na íntegra. 



>> Contato 

Portal da Engenharia: http://www.clubedeengenharia.org.br

Twitter: twitter.com/clubeengenharia

E-mail: [email protected] ou comunicacao@clubedeengenharia.org.br

 

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content