Saltar para o conteúdo
notícia 15/12/2014

Histórico e consolidação da concessão do saneamento na AP5 – Município do Rio de Janeiro

Serviço de esgotamento sanitário na AP5 (Imagem: Site Prefeitura do Rio de Janeiro)
Serviço de esgotamento sanitário na AP5 (Imagem: Site Prefeitura do Rio de Janeiro)

 

O Clube de Engenharia promoveu, dia 2 de dezembro, a palestra “Histórico e consolidação da concessão do saneamento na AP5 – Município do Rio de Janeiro”, com a participação do diretor de saneamento da Fundação Rio-Águas, Edson de Barros Mendonça, e o presidente da Concessionária Foz Águas 5, Armando Goes de Araújo Neto.

Mendonça fez um breve histórico da concessão do saneamento na Área de Planejamento Cinco (AP5), que compreende 21 bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro, entre eles, Bangu, Barra de Guaratiba, Campo Grande, Campo dos Afonsos, Cosmos, Deodoro, Gericinó e Guaratiba. A consolidação da concessão passou por longas etapas, iniciadas desde a fusão do Estado da Guanabara com o Estado do Rio de Janeiro, até a criação do Pacto pelo Saneamento, com a promulgação da Lei federal 11.445/07, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico.

Em 2011, foi assinado o convênio de cooperação entre Estado e Município do Rio de Janeiro com a intervenção da Companhia de Águas e Esgotos do Estado do Rio de Janeiro (Cedae) e da Fundação Instituto das Águas do município do Rio de Janeiro, visando o trabalho conjunto para a prestação de serviços públicos de esgoto sanitário e abastecimento de água nas áreas da AP5.

Desde 2012, a Concessionária Foz Águas 5 é a responsável pela operação dos serviços de coleta e tratamento de esgoto da Área de Planejamento Cinco (AP5), atendendo mais de 2 milhões de habitantes, fiscalizada pela Fundação Rio- Águas. Com sede operacional em Bangu e três bases operacionais, em Sepetiba, Campo Grande e Deodoro, tem 517 empregados, 60% vindo da própria Zona Oeste e, ainda, 152 terceirizados que trabalham na parte de segurança e hidrometração.

Iniciada a concessão, toda a região foi devidamente recadastrada para prestar melhor atendimento e planejar com mais precisão e eficiência a expansão da rede coletora e de tratamento de esgoto. “Em termos de gestão comercial da água, desde que a Concessionária Foz Águas 5 assumiu, aumentou a eficiência em 25% e diminuiu a inadimplência em 11%”, registrou Góes.

A expectativa é que, ao longo do período de concessão de 30 anos, mais de 2 milhões de habitantes sejam beneficiados com a implantação de 2.100 km de rede coletora de esgoto. Também serão construídas e modernizadas onze Estações de Tratamento de esgoto e 221 elevatórias.