Saltar para o conteúdo
evento 07/12/2016 18:30/21:00hs

Lançamento: Gás Natural no Brasil - Uma história de muitos erros e poucos acertos

Lançamento: Gás Natural no Brasil -
Uma história de muitos erros e poucos acertos

A história do serviço de distribuição de gás canalizado no Brasil, e particularmente no Rio de Janeiro, com seus avanços e obstáculos de diversas naturezas, encontram-se agora relatados no livro "Gás Natural no Brasil - Uma história de muitos erros e poucos acertos", de Antônio Gerson Ferreira de Carvalho. O engenheiro com 35 anos de experiência no setor, e atual secretário da Divisão Técnica de Energia (DEN) do Clube de Engenharia, lança sua obra na próxima quarta-feira, 07 de dezembro, às 18h30 na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Munido de documentos, matérias de jornais e revistas, participação em debates e da sua própria história, o autor se utiliza da ordem cronológica para apresentar os detalhes da distribuição de gás, suas contradições e disputas políticas, as irregularidades no processo de privatização, erros das autoridades responsáveis e os prejuízos para o desenvolvimento da utilização do gás natural no País. No entanto, compromete-se a não perder fé na área:   "Não tenho dúvidas de que o setor deve continuar sua trajetória de crescimento, diante das auspiciosas informações sobre as reservas de petróleo e gás natural descobertas na área do pré-sal, esperando que siga de forma menos errática e em benefício da maioria da população brasileira"

O livro é uma publicação do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (SENGE-RJ) e conta com prefácio de Sérgio Barbosa de Almeida, engenheiro civil, ex-presidente do SENGE-RJ e ex-chefe do Departamento de Meio Ambiente da Eletrobrás, em análise sucinta e objetiva dos principais temas do livro.

Com a atualidade dos debates acerca do pré-sal, poder estrangeiro, importância da Petrobras e soberania nacional, Gerson Ferreira, que é ex-presidente do SENGE-RJ e da Associação de Profissionais de Nível Superior da Companhia Estadual de Gás (Aprogás), atual CeG, afirma, com tal obra, seu compromisso com o interesse público. Seu trabalho homenageia os protagonistas da história relatada, profissionais com os quais teve a honra de conviver e que puderam ir além dos obstáculos e promover o desenvolvimento da distribuição canalizada de gás, além de preservar, até onde foi possível, a memória de suas empresas e do setor.


Serviço:
Dia 07/12 às 18h30
Salão Nobre da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano (Cinelândia), sem número