Saltar para o conteúdo
artigo 27/07/2015

Telecomunicações e desenvolvimento

      Por Marcio Patusco

                       Diretor de Atividades Técnicas

 

Hoje em dia ninguém tem mais dúvidas da forte relação que existe entre a economia de um país e o desenvolvimento de sua infraestrutura de telecomunicações. A necessidade de comunicação em um mundo globalizado é fator de sucesso na medida do atendimento às demandas dos negócios, das atividades governamentais, do entretenimento, da pesquisa científica, da manifestação da cultura, de praticamente tudo, enfim. Além disso, um aspecto de relevância a ser considerado é o fato de que a soberania e a defesa nacionais dependem estrategicamente do sigilo e segurança da informação que é trocada e armazenada nos sistemas públicos e privados de um país.

Há um entendimento mundial sedimentado de que as telecomunicações são um insumo para o desenvolvimento, integração e soberania nacionais, que se afirmam dia a dia, e que negligenciar nessa área pode custar caro às futuras gerações, pelo desenvolvimento não alcançado. Em recente estudo da UIT (União Internacional de Telecomunicaçõe, órgão da ONU), “Planning for Progress – Why National Broadband Plans Matter”, reforçando esta visão, 134 países declararam ter planos nacionais de banda larga a serem desenvolvidos com acompanhamento governamental.

Neste sentido, o Clube de Engenharia está programando para o dia 30/07/2015, realizar uma abordagem sobre o assunto do desenvolvimento das telecomunicações no Brasil, de modo a abrir possibilidade de reflexões sobre os caminhos a serem trilhados para uma maior inclusão digital em nossa sociedade. Dentro do evento Ciclo de Conferências de Inverno, o tema “Telecomunicações e desenvolvimento” mereceu destaque exatamente pela importância do setor na alavancagem do país para melhores patamares de índices sociais e pelo reconhecimento de que existe muito a ser feito para se alcançar níveis aceitáveis na nossa infraestrutura e serviços.

Em um momento onde grandes decisões envolvendo aspectos das comunicações estão por ser tomadas, parece oportuno que discussões que levem a uma melhor compreensão do estágio atual de nossa regulamentação, disponibilidade de recursos, tarifas e qualidade dos serviços prestados, alimentem as perspectivas de políticas públicas que coloquem o país no caminho do desenvolvimento. Regulamentação final do Marco Civil da Internet, renovação dos contratos de concessão da telefonia fixa, o novo projeto de banda larga do governo, chamado Banda Larga Para Todos, e a elaboração de uma nova regulamentação para as comunicações nacionais, serão todos assuntos que estarão em foco nesse encontro.

Nós do Clube de Engenharia achamos que toda oportunidade para uma discussão ampla dos assuntos do setor é importante para que a sociedade civil, a maior usuária dos recursos de telecomunicações, possa se manifestar em seus anseios por menores tarifas, melhor qualidade e maior abrangência dos serviços.

Não se esqueçam: Clube de Engenharia à Av. Rio Branco 124, auditório do 20º andar, Rio de Janeiro, dia 30 de julho, quinta-feira, 18 horas, com entrada franca. Transmissão via web TV no Portal do Clube em www.portalclubedeengenharia.org.br

 

  • Ninguém tem mais dúvidas da forte relação que existe entre a economia de um país e o desenvolvimento de sua infraestrutura de telecomunicações.