Informe do Clube de Engenharia - 15 de setembro de 2015

Pedro Celestino assume a presidência em concorrida cerimônia de posse da nova diretoria e terço do Conselho Diretor

Na segunda-feira (14), durante a Assembleia Geral Magna do Clube de Engenharia, conduzida pelo então presidente da instituição, Francis Bogossian, foi realizada a cerimônia de posse do engenheiro Pedro Celestino e vice-presidentes, diretoria, terçodo conselho diretor e conselho fiscal eleitos pela chapa de coalizão no último mês de agosto. 

Com o plenário lotado, e em clima de confraternização e comemoração pelas conquistas contabilizadas no processo eleitoral de 2015, Francis Bogossian deu início à cerimônia apresentando aos presentes a publicação "As Ações Principais do Clube de Engenharia 2009 – 2015” com registros dos seus dois mandatos. Em seguida, empossou os chefes das Divisões Técnicas Especializadas (DTEs) e convidou os novos conselheiros para assinarem o livro de posse, seguidos da diretoria e dos vice-presidentes Sebastião Soares e Márcio Fortes. 

As mulheres lideraram a lista dos mais votados para o Conselho Diretor. Como é tradição, representando as conselheiras e conselheiros eleitos, Katia Farah, a mais votada, destacou a importância histórica do Clube de Engenharia e sua participação ativa na sociedade brasileira. A conselheira lembrou que "o Clube de Engenharia, fundado em 1880, com seu estatuto aprovado por D. Pedro II, em seus 131 anos de existência, entidade de classe mais antiga da América Latina, esteve à frente do seu tempo, e sua história se confunde com a história do Brasil e da democracia no país". 

Presidir uma entidade gloriosa como o Clube de Engenharia, para o presidente que se despedia, “não é tarefa para um ser isolado ou absoluto, por mais capaz que ele o seja”. “Esta Casa é democrática por essência. Na sua trajetória de Casa Cívica que honra a sociedade civil brasileira pela permanente busca de soluções para os problemas que atingem a nossa nacionalidade, atua com isenção, respeita as diferenças, discorda sem ofensas, transforma em ética prática as decisões alicerçadas no seu Conselho Diretor e em sua Diretoria, berços que simbolizam a máxima competência momentânea de seu poder decisório”, afirmou Francis Bogossian.

Aplaudido de pé ao final de seu pronunciamento, já como novo presidente do Clube de Engenharia, Pedro Celestino afirmou que assumia a presidência com tarefa facilitada por seus antecessores, com a certeza de que unido o Clube de Engenharia tem muito a contribuir com o país. “Esta casa é plural e por isso é respeitada pela sociedade. Vivemos, entretanto, um período difícil no mundo e no Brasil. No Brasil, do ponto de vista econômico e político. A sociedade está fraturada. Isso é grave. Exige de nós, engenheiros responsáveis que somos pela tarefa imensa de construir esse país, equilíbrio na proposição de soluções para as questões que afligem a nossa sociedade. Esta Casa estará permanentemente disposta a contribuir com o talento do seus integrantes de múltiplas origens, seja do setor público, seja do setor privado, seja da universidade, com opiniões distintas sobre os rumos que o país haverá de tomar. Tenho certeza que nos uniremos em torno de propostas que possam ser levadas à sociedade para discutir questões de interesse nacional, de interesse do nosso estado e nossa cidade”.

 

Leia o cobertura completa da posse no Portal Clube de Engenharia. 

 

A inserção do Brasil na Balança Entre Potência Internacionais 

O seminário  UMA ESTRATÉGIA PARA O BRASIL, UM PLANO PARA A PETROBRAS teve seu início dia 8 de setembro, com a palestra de Felipe Coutinho, presidente da AEPET.

 Para o dia 23 de setembro está programada a palestra do prof. Raphael Padula, professor da UFRJ, que atua no PEPI-UFRJ, na graduação de Relações Internacionais (UFRJ) e é membro do Grupo de Pesquisa CNPQ/UFRJ "Poder Global e Geopolítica doCapitalismo". O tema  a ser abordado será Geopolítica do Petróleo e Conjuntura Internacional.

O seminário se encerra no dia 30 de setembro com a palestra Diplomacia, Sistema Monetário Internacional e Petróleo: desafios e oportunidades ao Brasil, do prof. Mauricio Metri, também da UFRJ, do PEPI-UFRJ, da graduação de Relações Internacionais (UFRJ) e membro do Grupo de Pesquisa CNPQ/UFRJ "Poder Global e Geopolítica do Capitalismo”.

Dias: 16/23/30 SETEMBRO

Promoção: PEPI-UFRJ, AEPET  e Clube de Engenharia Brasil

Local: Avenida Rio Branco, 124 – 20º andar

Mais informações: (21) 2277 3750 (AEPET)


Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content