Pior do mundo

Em 1997, Fernando Henrique fez aprovar a substituição da Lei 2.004/53 pela atual Lei 9.478/97, com argumentos que hoje não se aplicam: dar muitas vantagens para atrair investimentos externos, para correr altos riscos com baixo retorno. Assim, aprovaram a nova lei, péssima para o país. A descoberta do pré-sal derrubou essas falácias. Os riscos não existem: treze poços perfurados em diferentes blocos se revelaram altamente produtores. Um poço testado no campo de Guará mostrou a produtividade de 50 mil barris por dia. A lei atual é inaplicável ao pré-sal. Comparemos as três alternativas: Lei 9.478/97, o Projeto de Lei nº […]

Subsolo do Rio é confuso emaranhado de redes

Quando surgem problemas como os vividos pela cidade nos últimos meses, cada empresa culpa uma à outra. Como determinar a causa se as nossas redes subterrâneas são um mundo na escuridão? Assim é o subsolo do Rio. O cadastro das redes subterrâneas no Rio está incompleto (Net, fibra ótica e de concessionárias como a Cedae, que às vezes está errado). Os cadastros do subsolo (público) são deficientes e nem todas as áreas tem cadastro completo porque existem obras clandestinas, redes implantadas que não seguem o projeto e obras feitas em épocas que não havia a rotina do licenciamento. Isto se […]

A criação da arquitetura e da engenharia social

Em exposição no Conselho Diretor do Clube de Engenharia do dia 16 de fevereiro, o secretário Municipal de Urbanismo da Prefeitura do Rio de Janeiro comunicou a criação do cargo de arquiteto social por decreto nº. 30.399, de 9 de janeiro de 2009, do Prefeito Eduardo Paes. A criação da figura do arquiteto social, bem como do engenheiro social, está diretamente relacionada às atividades do “Posto de Orientação Urbanística e Social (Pouso)”, criado em 2004 e incentivado pela atual administração. No Pouso, o arquiteto tem uma função mais urbanística, de orientação da formalização, enquanto o engenheiro deve ter atribuições mais […]

Recomendações para evitar novos acidentes em encostas

Há vários anos o Clube de Engenharia vem alertando as autoridades sobre a necessidade da prevenção de acidentes geotécnicos. Em 2005, promoveu em Angra dos Reis, com apoio da prefeitura local, CREA-RJ, ABMS e Fundação Geo-Rio, o 1º. Seminário sobre Prevenção de Acidentes de Encostas. No encontro foi editada a Carta de Angra, onde as entidades presentes propunham ao governo do Estado e ao Ministério das Cidades a criação de órgãos ou departamentos técnicos que monitorassem as encostas dos municípios montanhosos. Depois deste encontro, seguiram-se outros no sul do país sempre com as mesmas reivindicações, mas sem resultados concretos. Na […]

Plano Nacional de Banda Larga: Posicionamento do Clube de Engenharia

Após várias iniciativas isoladas de entidades governamentais no sentido de promover uma melhor penetração da banda larga no Brasil, por determinação da Presidência da República, resolveu-se integrar todos esses projetos em um único esforço conjunto. Este novo projeto, que está em elaboração, deverá reconhecer a natureza estratégica da banda larga para o desenvolvimento da nossa sociedade como um todo e estabelecer as diretrizes e implementações necessárias para democratizar seu acesso. Dessa maneira, passa a ser de importância fundamental para a sociedade brasileira estabelecer um maior controle sobre as características dessas implementações. Requisitos de universalização, qualidade, continuidade do serviço, níveis de […]

Avaliação da Conecom RJ

Participação do Clube de Engenharia   1. O trabalho da DETI, por sua disponibilização antecipada, teve boa visibilidade e divulgação, embora as propostas tenham uma complexidade natural para serem compreendidas. 2.  Conforme orientação que seguimos durante toda a fase de elaboração de nossas propostas para a Conferência, nos concentramos nos aspectos técnicos das teses a serem desenvolvidas, sabedores de que a Comissão Rio Pro-Conferência era constituída em sua quase totalidade por entidades sociais e que, portanto esses aspectos sociais seriam por elas apresentados e debatidos. 3.  Para amenizar o fato de nossas propostas terem uma dificuldade de compreensão, o documento […]

Propostas do Clube de Engenharia para as Conferências de Comunicações

Para ler o documento completo, clique aqui. O Clube de Engenharia, pelo presente documento, apresenta resumidamente pontos para discussão nas conferências municipais, estaduais e nacional de comunicação, previstas para acontecerem durante o ano de 2009 no Brasil. O objetivo é o estabelecimento de um novo marco regulatório para o Setor de Comunicações, que inclua as áreas de telecomunicações, radiodifusão, TV por assinatura e produção e distribuição de conteúdo. Como forma de prover uma maior democratização dos recursos existentes, diminuir custos no oferecimento dos serviços no futuro próximo, dar uma maior precisão às definições regulamentares que a convergência impõe, e ainda […]

Novas Antigas
Load More Articles

Receba nossos informes!

Cadastre seu e-mail para receber nossos informes eletrônicos.

O Clube de Engenharia não envia mensagens não solicitadas.
Skip to content